Intenções do Papa Francisco: Maio de 2020

30/04/2020 10:04 • Destaque Principal
Compartilhar


Intenção

Pelos diáconos (Pela Evangelização)

Rezemos para que os diáconos, fiéis ao serviço da Palavra e dos pobres, sejam um sinal vivificante para toda a Igreja.


Reflexão

Neste mês, o Papa Francisco propõe um tema pouco habitual. Chama a atenção para uma realidade dentro da Igreja que, atualmente, tem um papel muito importante na vida de muitas comunidades, de modo especial nos locais onde existem menos sacerdotes: os diáconos. Porém, nas palavras que referi atrás – e talvez seja esse mesmo o motivo de o Santo Padre propor esta intenção – esconde-se um paradigma que não corresponde ao mais específico da vocação de diácono dentro da vida da Igreja e tende, por isso mesmo, a desvalorizar este ministério. Tal não deve acontecer. É certo que existem os diáconos em ordem ao sacerdócio – e, neste contexto, o diaconado constitui uma «etapa». Mas são os diáconos permanentes que mostram a faceta mais original e forte deste ministério. Ser diácono não é apenas uma situação de passagem para o sacerdócio, nem é, muito menos, uma função ministerial necessária para substituir os padres, onde há falta deles, como se fosse uma solução de recurso: isto é profundamente errado! O diaconado é um ministério dentro da Igreja que se carateriza, desde os primeiros anos da Igreja (o primeiro mártir, Estêvão, era diácono), pelo anúncio da palavra e pelo serviço aos pobres. Na liturgia, este ministério vê-se na proclamação do Evangelho, na homilia, na preparação do altar e na distribuição da comunhão. Estes sinais litúrgicos refletem a sua missão e lugar na Igreja: anunciar o Evangelho, proclamando-o com uma vida de serviço, especialmente aos mais pobres. Os diáconos mostram-nos as duas faces da missão de Jesus: a palavra de Deus e as obras de caridade que a acompanham e concretizam. Neste mês, damos graças a Deus pela generosidade destes homens que assumem esta missão na Igreja, particularmente os diáconos permanentes e as suas famílias, pois também elas se disponibilizam para esta missão. E pedimos ao Senhor que os sacerdotes, também eles diáconos, não esqueçam que na raiz do ministério está a proclamação da palavra e o serviço aos mais pobres.


Oração

Senhor Jesus Cristo, que enviaste os teus discípulos a proclamar a todos o reino dos Céus, não apenas por palavras, mas também com as obras de misericórdia. Nós Te pedimos por todos os que, na tua Igreja, vivem o diaconado como missão. Fortifica-os com o teu Espírito, para que anunciem com ardor a tua Palavra e manifestem a tua ternura e misericórdia junto dos mais pequenos, os mais pobres e excluídos. Enriquece a tua Igreja com mais vocações de diáconos. Pai-Nosso…


Desafios

– Nas comunidades onde existem diáconos permanentes, expressar, de alguma forma, o apreço pela sua generosidade e carisma, não apenas na liturgia, mas na missão caritativa na comunidade. – Promover nas comunidades, grupos de jovens, catequese, grupos de casais, algum tempo de formação ou testemunho sobre o diaconado, a sua história, lugar na Igreja, na missão e na liturgia. – Organizar algum momento de oração pelas vocações ao diaconado, seja pelos que se preparam para o sacerdócio, seja pelos diáconos permanentes e suas famílias.


 

Compartilhar